segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Setúbal, 9 de Janeiro

Olho-me ao espelho e sou envolvida com um sentimento de culpa. Deixo as cartas caírem sobre o chão húmido e gelado e deixo-me a mim também, como uma folha em pleno outono. Este sentimento é cada vez mais forte que começo a puxar os meus próprios cabelos como meu próprio castigo. Grito... mas este sentimento não desaparece. Não tenho mais a dizer, é como se as tuas palavras me tivessem secado a garganta, é como se o nosso mundo caísse agora, aos meus pés.
                                                                                                                                                          
Leonor,

15 comentários:

  1. Gostei muito deste teu pequeno texto x)
    E obrigado Leonor :D É bom quando o que escrevo toca alguém o suficiente para se identificarem (:

    ResponderEliminar
  2. poderás não ter por agora sorte, mas um dia terás :D

    ResponderEliminar
  3. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderEliminar
  4. Eu quero muito ver o The Descendants! Já conseguiste votar? :X
    Não percebo porque não dá...

    ResponderEliminar
  5. Quando tiver a oportunidade de o ver digo-te alguma coisa xP
    Ah ainda bem :D

    ResponderEliminar
  6. Já o vi! Gostei mesmo muito. O Clooney está fantástico e a história está tão subtil, mas tão bonita e humana...

    ResponderEliminar
  7. Bem verdade! x)
    Gostos são gostos, mas desgostaste mesmo do filme ou apenas saiu um pouco "furado", as expectativas?

    ResponderEliminar
  8. Bem sei... Há muitos filmes que isso me acontece... Mas como eu nunca tinha ido muito à cara com este, acabou por se revelar numa boa surpresa x)

    ResponderEliminar
  9. Obrigado e desculpa lá... As sondagens do blog não andam lá muito bem xD

    ResponderEliminar